Cartuxa Reserva 2010

cartuxaRES2010

Por vezes o meu lado enófilo mais sôfrego leva-me a dar pouca atenção, quase menosprezar, confesso, certas marcas clássicas e conhecidas do grande público, mesmo de um público que poderíamos apelidar de “menos atento”. É aquela coisa de querer conhecer sempre mais um e, sendo escassos o tempo e os recursos, deixar de lado aqueles que “toda a gente conhece”.

 

Por outro lado, sendo uma marca já com muitos anos, há enófilos, mais experimentados, que são capazes de identificar a evolução dos estilos “da casa” ao longo dos anos, o que por vezes leva a declarações de “já não é como era dantes”. Mas não é o meu caso… pelo que apenas falo desta colheita. E, pensando bem – quantas vezes é que eu abri, aqui em casa, um Cartuxa Reserva? Uma? Ou nenhuma? Há um par de anos, um grande amigo ofereceu-me uma garrafa, pelo que um almoço de família e amigos é o momento ideal para “atacar”, então, este 2010.

 

O lote, que inclui Alicante Bouschet e Aragonês, resulta em aromas de fruta madura, expressivos quanto baste. O vinho tem uma acidez correcta não muito pronunciada e taninos afáveis. Globalmente ainda pelo lado de algum volume, mais do que pela elegância, mas sem esmagar. Já está num bom momento de prova, com a madeira bem integrada e um final longo, reconfortante. Para quem é apreciador de vinhos alentejanos é, sem dúvida, um prazer. Para partilhar com uma mesa daqueles a quem queremos. Acompanhou em grande plano um lombo de porco no forno.

 

Nota: 17

 

Preço: 28 €

 

FavoriteLoadingAdicionar este vinho à Cave Virtual (clique aqui para adicionar)

 

 

Partilhe este artigo:
    Luis Pedroso

    Sobre Luis Pedroso

    Nasceu em 1977 em Lisboa, alguns meses após as vindimas dessa colheita lendária. No entanto, a curiosidade pelo mundo do vinho só se tornou uma paixão depois de outra grande vindima - a de 2007. Arquitecto com uma curta mas agradável experiência de trabalho numa Garrafeira.