Casa de Mouraz Tinto (2011)

Casa de Mouraz

Estive recentemente numa prova dos vinhos da Casa de Mouraz, na garrafeira Wines9297, em Telheiras, mas infelizmente tive que sair depois da prova dos brancos, que deixaram muito boa impressão. Resolvi trazer comigo uma garrafa deste tinto de 2011 para lhe dar a devida atenção.

Este produtor situa-se precisamente em Mouraz, perto de Tondela. A família faz vinho há várias gerações, mas apenas engarrafa com marca própria desde o virar do milénio. Mas, curiosamente, já antes disso tinha aderido à produção biológica. Portanto, o “biológico” aqui nada tem a ver com modas, ou com estratégias comerciais decorrentes da ascensão deste tipo de vinhos. É mesmo convicção.

Este Casa de Mouraz Tinto agradou-me sem grandes reservas – diria que é um vinho simples, naquilo que o adjectivo tem de melhor. É fiel às origens – sem ser nenhum perito, o seu carácter Dão é evidente. Taninos presentes mas tranquilos, sensação de frescura a percorrer a prova e uma secura final que “era mesmo o que estava a apetecer”. Com a caldeirada de borrego, foi parceiro de confiança.

De registar o lote do Casa de Mouraz Tinto, além do quarteto que mais associamos ao Dão, inclui a casta Água-Santa que, confesso, desconhecia em absoluto.

Nota: 16
Preço: 8,90 €

 

Partilhe este artigo:
    Luis Pedroso

    Sobre Luis Pedroso

    Nasceu em 1977 em Lisboa, alguns meses após as vindimas dessa colheita lendária. No entanto, a curiosidade pelo mundo do vinho só se tornou uma paixão depois de outra grande vindima - a de 2007. Arquitecto com uma curta mas agradável experiência de trabalho numa Garrafeira.