Junte-se a nós

O site E Tudo o Vinho Levou foi lançado por três dos seus presentes administradores: Gonçalo Proença, Nuno dos Vieira e Pedro Solano. Quem pensa que este site foi criado por um aprofundado e maturado conhecimento destes três indivíduos na arte de provar vinhos, desengane-se desde já. Começou, pelo contrário, graças à sua infoexclusão. Reza a história que o Nuno comprou fascinado um disco externo de tal maneira bom que não sabia como instalá-lo. Assim, chamou o Gonçalo e, para meterem mãos à obra, abriram uns vinhos e cortaram uns queijos, chouriços e morcelas.

Na semana seguinte, perante tão árdua tarefa, decidiram convocar o experiente Pedro Solano que, porque era hora de jantar, não se coibiu de beber uns tintos e comer uns queijos, chouriços e morcelas. De costas viradas para a embalagem do disco externo, ainda com o plástico imaculado, viram surgir uma urgência maior do que todas as outras: “Este vinho é tão bom, que quero saber exactamente o seu preço, ao que sabe e quão bom o achei, para poder voltar a comprá-lo.” Desolados por terem de adiar, uma vez mais, a instalação do aparato electrónico, abalroaram a embalagem, sentaram-se ao computador e criaram o E Tudo o Vinho Levou…

Porque as coisas boas também se espalham depressa, o site foi ganhando novos parceiros à mesa. Primeiro, foi a Rita Bueno Maia. Ainda não se sabe se movida pela sua paixão pela Baga e pelo Chardonnay, se pela necessidade de lidar com o incómodo de ter em casa um disco externo enorme ainda por abrir. Depois, apareceu o João Chambel, que ninguém conhecia até à data, mas que decidiu publicar no ETOVL a apresentação do seu sangiovese preferido. Dentro de pouco tempo estava a cortar pão e a abrir garrafas com o resto da malta. Em terceiro, foi a Celma Carreira, desafiada pelo Gonçalo Proença. Estendemos-lhe o copo pela grande riqueza que trazia, já que faz o melhor cheesecake do mundo e tem uma garrafeira inigualável no que diz respeito a colheitas tardias.

O site entretanto foi crescendo e o trabalho também (excepto para o disco externo que até à data ainda nada fez). Por isso, foi importante constituir uma administração ETOVL, que reúne os seis beberolas acima apresentados.

Mas como o ETOVL não é, de maneira alguma, só trabalho, fomos estendendo o copo e o site a mais colaboradores. O Luís Pedroso começou por comentar discretamente, para, depois, se tornar num dos mais activos redactores do site. O Gustavo Fernandes abandonou um projecto semelhante que tinha com João Chambel e dedicou-se também às provas e aos textos do ETOVL. E, mais recentemente, conquistámos o alentejano Nuno Barroca, que também já faz parte do gangue.

Porque a publicação de posts diários está, neste momento, assegurada por uma equipa de nove redactores, a publicação de resenhas de vinhos escritas por novos colaboradores não é uma prioridade. Por isso, caso tenhamos o gosto de contar com a sugestão de um novo redactor, a sua publicação estará pendente até à aprovação da administração, que decidirá sobre a sua pertinência e relevância, e concluída a revisão linguística.

Por fim, não deixa de ser irónico que se, por um lado, tudo o vinho nos levou: levou-nos até à criação deste site e levou-nos já muitos contos de reis, por outro, nos trouxe muitas outras coisas. A melhor delas, pessoas à discussão, às provas e à mesa. E porque é esta a grande conquista deste projecto, exortamos a novas opiniões e contribuições. Se deseja discutir connosco, basta registar-se no site. Um pouco mais abaixo encontrará um REGISTER, preencha os dados pedidos e a conta será automaticamente activada e, a partir daí, pode comentar qualquer texto.

Graças à capacidade de um bom vinho em reunir as melhores pessoas à sua volta, um site que começou com 3, alargou para 6 e, depois, para 9. É das pessoas, do seu espírito crítico e das suas experiências que vive o ETOVL. E agora já não é só o Gonçalo, o Nuno, o Pedro, a Rita, o João, a Celma, o Luís, o Gustavo e o Barroca. É também, e em boa hora, os comentários e contribuições de André Bessa, André Magalhães, Fernando Carocha, Idalino Leão, Pedro Sousa, Sérgio Paredes, Thomas B… Bom, e o apático disco externo também, que é já mascote deste projecto.

Junte-se também a nós!

Partilhe este artigo:

    Sobre o Autor

    etudoovinholevou.com Site de amigos sobre vinhos e jantares