Hey Malbec! (2014)

img_3661

 

 

Hoje, vou escrever sobre um produtor que ganhou a minha admiração pelo seu lado moderno, despojado e não tendo medo de arriscar.

Vou confessar, a primeira coisa que me chamou a atenção antes de qualquer coisa, foram os rótulos e o nome dado aos seus vinhos. Republica del Malbec, The apple doesn’t fall far from the tree ou o vinho que vou falar hoje, Hey Malbec!

Foi este lado divertido e irreverente que me chamou a atenção e em ainda bem.

Matias Riccitelli não é um enólogo qualquer, filho do famoso Jorge Riccitelli, homem muito conhecido pelo hemisfério sul e responsável pela enologia de um dos maiores produtores da Argentina, a Norton.

Já aqui escrevi sobre os vinhos da produtora Norton, por isso falemos do filho. Considerado o melhor enólogo do ano de 2012 para a revista internacional Wine Enthusiast, Riccitelli é atualmente enólogo da também famosa casa Fabre Montmayou.

Mas a sua ambição de fazer algo diferente falou mais alto. Do sonho a realidade foi um passo que se concretizou em 2009 com a descoberta de uma antiga adega localizada em Mendoza frente aos Andes e criando assim a sua boutique (sim, na Argentina pegou moda chamar a um pequeno produtor com produção pequena de boutique).

Falemos então do vinho, Hey Malbec! 2014, cheio de vida e corpo. No nariz as frutas maduras vermelhas são notórias como ameixas bem maduras. Na boca a fruta envolvida em suavidade e frescura e com um final longo. Delicioso com churrasco de costela de boi.

Só dizer que o vinho estagiou 70% em tanques de betão e 30% em barricas usadas.

Que delicia de vinho que vou querer repetir. De dizer também que este vinho foi também referenciado como um dos melhores Malbec Argentinos para o Guia Descorchados.

 

Nota: 16,5 Valores

Preço: R$60 (20 Euros)

 

 

FavoriteLoadingAdicionar este vinho à Cave Virtual (clique aqui para adicionar)

Partilhe este artigo:
    Nuno Barroca

    Sobre Nuno Barroca

    Setubalense, apreciador de vinhos não há muito tempo, mas tempo suficiente para decidir que a sua região preferida é a Bairrada. Não diz que não a um excelente branco, nem vira a cara a um bom espumante (de preferência, Bairradino).