Quinta do Gradil – Touriga & Tannat (2009)

 

Comprei este Quinta do Gradil com a Revista de Vinhos do mês de Janeiro deste ano, isto porque o último vinho regional de Lisboa que tinha bebido tinha sido uma ótima surpresa, e então por isso arrisquei.

E ainda bem que o trouxe porque foi igualmente uma excelente surpresa. 

Esta quinta situada no Concelho do Cadaval produz em média 800.000 litros de vinho, maioritariamente tinto, e em que mais de 50% da sua exportação é feita para os mercados Chinês, Angolano e Suíço.

Feito a partir da nossa casta de referência e da casta francesa Tannat, que por sinal é, senão a mais, das mais utilizadas no Uruguai, oferece a este vinho o corpo e a estrutura que o caracterizam.

Este bivarietal de cor violeta apresenta notas de fruta vermelha não muito madura com realce para a ameixa que se encontra bem presente nomeadamente no aroma. Já no palato algumas nuances de floral, tabaco, assim como algum cacau, e com a madeira bem integrada.

Taninos presentes ainda que pouco suaves, talvez por ser um vinho ainda novo, mas também por ser uma das características da Tannat, o que torna o vinho algo mastigado, mas que apresenta todas as condições para uma boa evolução em garrafa.

A boa acidez torna o seu final de boca longo e complexo.

Após a última experiência não ter sido nada positiva (com um vinho alentejano), voltei a arriscar…mas desta vez acertei :)

 

FavoriteLoadingAdicionar este vinho à Cave Virtual (clique aqui para adicionar)

 

Partilhe este artigo:
    Gustavo Fernandes

    Sobre Gustavo Fernandes

    O vinho tornou-se a sua mais recente paixão! De mero e simples consumidor a enófilo apaixonado, o vinho entrou na sua vida há alguns anos para nunca mais dela sair!...Alegre, bem disposto e brincalhão são algumas das suas “qualidades”…Adora tintos e portos, mas como bom enófilo bebe e prova um pouco de tudo! É fã incondicional da região do Douro e grande apreciador igualmente do Dão…