Quinta do Soque Vinhas Velhas (2008)

Quinta do Soque Vinhas Velha

 

 

Este vinho foi aberto pelas 23H00 de um sábado de agosto numa aldeia no interior da Beira Baixa.

Junto na roda e acompanhados pelas estrelas estavam diferentes nacionalidades, Portugueses, Brasileira e Russa, algo improvável diriam, mas aconteceu.

O vinho que reuniu tantos idiomas foi o Quinta do Soque Vinhas Velhas 2008 e nem os copos de prova faltaram.

Só o vinho tem essa magia, de reunir amigos a sua volta e quando é com bons amigos como o Ricardo Silva tudo se torna mais fácil.

O Quinta do Soque estava como a noite um pouco frio, demais, mas nada que interferisse em demasia nos seus delicados aromas vegetais, pimenta e de amoras bem maduras. Pelo frio e com influência da barrica os sabores de chocolate sobressaiam, com um final médio e com uma excelente acidez.

Um vinho bastante equilibrado, boa estrutura e deliciosamente fresco, um vinho que gostaria de repetir a uma temperatura mais correta.

Como a formula de beber vinho a ver as estrelas resultou tão bem no dia seguinte repetimos e aí para comemorar o meu primeiro ano de casamento ao qual se juntaram o Claudio Proença e a Ana.

Patricia, Ricardo, Claudio e Ana que tal inaugurar uma vez por ano o Lavacolhos Wine Stars?

 

Nota:16,5 Valores

Preço: ???????

 

 

FavoriteLoadingAdicionar este vinho à Cave Virtual (clique aqui para adicionar)

Partilhe este artigo:
    Nuno Barroca

    Sobre Nuno Barroca

    Setubalense, apreciador de vinhos não há muito tempo, mas tempo suficiente para decidir que a sua região preferida é a Bairrada. Não diz que não a um excelente branco, nem vira a cara a um bom espumante (de preferência, Bairradino).